Descubra o valor de Ticket Médio Ideal na sua Oficina Automotiva!

Gestão e Administração de Oficina, Peças Online, Reparadores de Veículos, Setor de Compras

PDCA Oficinas e Funilarias : Setor de compras no seu controle

No post anterior, você conheceu um pouco sobre o famoso ciclo PDCA (Plan, Do, Check, Action – Planejar, Executar, Checar e Ação, em tradução livre). Trata-se de um processo que envolve desde o planejamento a ação até a solução de eventuais problemas ao final. Esse ciclo pode ser aplicado a qualquer segmento, inclusive em oficinas de funilaria e pintura, cuja gestão costuma ser um tanto complexa. Isso porque os empresários do ramo, normalmente começaram no operacional e agora mesclam este trabalho com o administrativo e os compradores são muito atarefados e quase não sobra tempo para um planejamento. Mas o mercado atual exige essa prática, já que é a forma mais fácil de sua oficina aumentar a lucratividade.

Receba meus artigos sobre o setor de reparação automotiva em primeira mão!

Vamos pensar na aplicação do ciclo PDCA para oficinas: é necessário identificar o problema do veículo e inseri-lo em um sistema. Esses dados são passados ao setor que executará o serviço e também ao departamento de compras, que deverá providenciar o material necessário para realizar o conserto. Depois de realizado, testa-se o veículo para ver se está funcionando corretamente e ele volta para o cliente. Fazer um feedback alguns dias depois com o cliente para verificar se está tudo ok é um diferencial. Percebeu como passamos pelas 4 fases do ciclo PDCA?

O PDCA para oficinas deve ser aplicado na compra de peças. O ideal é contar com a ajuda de um software de gerenciamento, para que o comprador possa fazer as cotações (duas cotações para cada item pelo menos). A qualidade das peças também é algo que necessita ser levado em conta. Saber se são peças originais ou peças alternativas é indispensável. Neste caso, planejar seria definir quem são os possíveis fornecedores, executar seria enviar as cotações, checar seria analisar as cotações e a ação seria a compra das peças. Todo o cuidado é pouco quando pensamos em peças online e, neste caso, mantenha atenção redobrada à reputação do fornecedor. Isso também faz parte do PDCA para funilaria.

Peças como farol e parachoque, por exemplo, são itens básicos em uma oficina de funilaria. Independentemente de serem peças originais ou alternativas, hoje em dia não é mais possível comprar “qualquer coisa” em “qualquer lugar”, visto que isso é sinônimo de cliente insatisfeito. E cliente insatisfeito, com certeza irá procurar a concorrência. Então, na hora de adquirir um farol, um para-choque, ou qualquer outra peça para conserto de automóveis, aplique o PDCA para funilaria e ofereça ao seu cliente as melhores peças e serviços. A partir do momento que você pesquisa a reputação dos fornecedores, faz perguntas e seleciona para quem vale a pena enviar uma cotação, você já está iniciando um ciclo PDCA.

Não é necessário descartar as peças online, apenas ter um pouco mais de atenção nestes casos. É claro que para que todo esse ciclo funcione na prática em sua funilaria, é necessário efetuar um bom treinamento, motivação e entrosamento da equipe. Quando todos são conscientes da importância desse processo, o resto é consequência de um trabalho bem feito.

Dúvidas, elogios e sugestões: deixe o seu comentário!

Receba os CONTEÚDOS EM PRIMEIRA MÃO DO  Blog da Cotexo 

sobre Rentabilidade NA REPARAÇÃO AUTOMOTIVA