Descubra o valor de Ticket Médio Ideal na sua Oficina Automotiva!

Gestão e Administração de Oficina, Outros, Reparadores de Veículos, Setor de Compras

Funilaria e PDCA – Aumente sua eficiência na gestão

Você já parou para pensar em como funciona a gestão de oficinas de funilaria e pintura? A gestão de funilaria pode apresentar-se um pouco mais complexa do que aparenta ser em um primeiro momento. Se você é dono ou gerente de um estabelecimento como este, é natural que esteja sempre buscando a melhor maneira de gerir o seu negócio.

Receba meus artigos sobre o setor de reparação automotiva em primeira mão!

 

 

Você já ouviu falar no sistema PDCA (Plan, Do, Check, Act – Planejar, Executar, Checar, Agir)? Trata-se de uma premissa criada por Eduardo Neves (filho de João Neves, diretor da oficina Nipo Brasileiro, localizada no Paraná) que, preocupado com a gestão de forma geral, desde cadastros, uniformes até a limpeza do local, sentia a necessidade de integrar todos esses nichos da administração através de um sistema interligado.

 

Foi assim que surgiu o PDCA na gestão de funilaria, onde todos os processos seguem um ciclo, desde o diagnóstico do problema do veículo até o cadastro do proprietário, cujas informações serão inseridas em um banco de dados que pode ser acessado posteriormente pelos profissionais responsáveis pela execução do serviço. Enquanto o conserto é realizado, os reparadores de veículos são assistidos integralmente por controladores de logística que disponibilizam as peças e componentes necessários para que o fluxo do serviço não seja interrompido.

 

 

Devemos frisar que um detalhe muito importante é a qualidade das peças: para que o PDCA funcione corretamente em sua oficina, elas devem ser sempre de boa qualidade (peças originais de preferência).

Depois de realizado o serviço, é hora de checar: uma revisão é realizada no veículo para garantir que o conserto foi concluído com sucesso e o mesmo está funcionando corretamente. Também os reparadores de veículos são questionados acerca das dificuldades encontradas na execução do trabalho. E tem mais: após alguns dias da entrega do veículo consertado ao cliente, é importante realizar um feedback sobre as expectativas e resultados do mesmo em relação ao serviço efetivamente entregue. Este exemplo refere-se a parte funcional realizada nas oficinas, mas a realidade é que o sistema PDCA pode ser aplicado a todos os setores da mesma.

Nos estabelecimentos do segmento de autopeças que desejam adotar essa filosofia, é importante frisar também a formação dos profissionais envolvidos. Uma equipe devidamente treinada e bem entrosada estará mais preparada para oferecer um serviço com qualidade e excelência. A oficina do empresário João Neves hoje é referência no ramo de autopeças, sendo capaz de comportar 25 veículos estacionados. É claro que ele chegou a esse porte com muito trabalho e dedicação. Mas a sua oficina também pode atingir um padrão elevado se você aplicar essas normas e investir em tecnologia e motivação da equipe.

Em tempos de crise, a concorrência entre os setores acentua-se e fica mais difícil vender seus produtos. É nessas horas que o PDCA deve entrar em cena na sua oficina para que, dentre tantas que passarão, ela realmente estabeleça bases sólidas para ficar. Através do sistema, é possível manter-se no mercado e ainda galgar degraus para um patamar mais elevado. Lembre-se sempre: qualidade, treinamento e motivação são as palavras chave para o sucesso do seu negócio!

Dúvidas, elogios e sugestões: deixe o seu comentário!

Receba os CONTEÚDOS EM PRIMEIRA MÃO DO  Blog da Cotexo 

sobre Rentabilidade NA REPARAÇÃO AUTOMOTIVA