Descubra o valor de Ticket Médio Ideal na sua Oficina Automotiva!

<thrive_headline click tho-post-24473 tho-test-283>Como usar a gestão financeira para oficinas para alcançar o sucesso?</thrive_headline>
Gestão e Administração de Oficina

Como usar a gestão financeira para oficinas para alcançar o sucesso?

Você conhece todos os gastos mensais da sua oficina? Sabe o quanto há de capital de giro disponível? Uma gestão financeira para oficinas eficiente é fundamental para o dono que deseja aumentar o faturamento e melhorar os resultados do seu negócio. Embora essa missão pareça complexa inicialmente, é possível controlar a área com alguns passos simples.

Receba meus artigos sobre o setor de reparação automotiva em primeira mão!

Quer saber como melhorar sua gestão financeira? Neste artigo, vamos dar algumas dicas para você ter as finanças da oficina sob controle. Continue a leitura!

A importância da gestão financeira para oficinas

A área financeira é o coração de qualquer empresa. Essa gestão é a união de técnicas, métodos e decisões sobre os recursos econômicos, que impactam no funcionamento e na capacidade de crescimento do negócio. Cabe ao dono estar por dentro de todas essas informações sobre a oficina.

Alguns fatores são fundamentais para ter uma gestão financeira de qualidade, como a atualização do fluxo de caixa, o estabelecimento de metas para projetar o crescimento da empresa e o foco no volume de vendas, entre outros. Esse controle garante uma boa saúde às finanças da oficina.

Dicas para melhorar a gestão financeira do seu negócio

Apesar de parecer complexo em um primeiro momento, realizar uma boa gestão das finanças ficará mais simples com as dicas abaixo. Confira para não cometer erros!

Analise o fluxo de caixa

O fluxo de caixa registra todas as movimentações financeiras da empresa, ou seja, as entradas e saídas da oficina. Ele deve ser atualizado diariamente e analisado com frequência (mensal, trimestral ou semestralmente, por exemplo), com o fim de ampliar sua visão quanto às finanças do negócio.

Com essa atualização frequente, você vai conhecer os possíveis prejuízos com maior agilidade e trabalhar para revertê-los. O dono também pode analisar quais serviços são mais vantajosos ou deficitários, além de encontrar maneiras de economizar e diminuir os gastos da empresa.

Planeje o crescimento da oficina

Com o fluxo de caixa atualizado, é possível estabelecer metas e projetar a expansão da oficina para os meses seguintes. Porém, tais pontos devem ser viáveis, como um aumento de cinco consertos nos próximos 30 dias ou a criação de um novo serviço até o final do ano.

Essa projeção é mais fácil de ser realizada por quem tem um comando mais próximo da oficina, ou seja, sabe tudo o que acontece na gestão do negócio. Com as metas definidas, é preciso realizar uma análise posterior, para saber se elas foram cumpridas ou não e entender o que aconteceu.

Firme parcerias com os fornecedores

Utilizar peças e materiais de qualidade é um dos requisitos para prestar um atendimento de excelência. Nesse sentido, os fornecedores têm papel fundamental na oficina, já que são responsáveis por revender os produtos diretamente ao dono. É importante cultivar essa relação e criar uma parceria entre as duas partes, o que será benéfico para todos.

Com o planejamento da oficina feito, que inclui cadastrar todos os itens do estoque e projetar as quantidades necessárias para o período seguinte, o gestor pode negociar a compra das peças com melhores condições. Com um fornecedor de confiança, você será capaz de conseguir descontos e outras vantagens, como brindes e amostras grátis.

Atente ao ponto de equilíbrio

O ponto de equilíbrio é o valor que a empresa precisa faturar para pagar todos os seus gastos, não ficando no vermelho. Só é possível conhecer essa quantia se houver o registro completo de todos os custos fixos e variáveis — e um planejamento correto.

Caso o negócio não atinja esse ponto, é importante ligar o sinal de alerta e entender o motivo. Também é recomendado comparar tais custos às metas estabelecidas, a fim de verificar se é preciso diminuir os gastos para melhorar os resultados da oficina.

Realize uma boa gestão de clientes

Seus clientes são os responsáveis pelo seu faturamento. Assim, é necessário pensar em ações para captar novos consumidores e fidelizar aqueles que frequentam a oficina. Isso significa estabelecer maneiras de melhorar e personalizar o atendimento, aumentando a satisfação do público.

Existem softwares e planilhas que demonstram a quantidade de novos clientes e a retenção dos antigos. Além disso, há a possibilidade de divulgar seus serviços nas redes sociais, o que cria uma proximidade com os compradores. Uma boa experiência do cliente é vital para aumentar o número de negócios e melhorar o fluxo de caixa da oficina.

Invista em tecnologia

Todos os pontos listados neste artigo têm algo em comum: podem ser otimizados com a tecnologia. Investir em tal área proporciona um ganho de eficiência e produtividade, já que algumas tarefas que seriam realizadas manualmente são automatizadas. Esse é o caso do fluxo de caixa e do controle de estoque.

Ter processos bem definidos impacta diretamente na qualidade do serviço prestado e diminui a chance de erros ou atrasos. Com clientes mais satisfeitos, a chance de fidelizá-los e conquistar novos consumidores é maior. Ou seja: haverá um aumento dos lucros e o crescimento da oficina.

Os principais erros financeiros das oficinas

Em tempos de crise, o número de empresas com prejuízos é crescente. Um dos principais motivos é a falta de uma gestão eficiente, que não estuda o mercado e não faz uma análise de seus concorrentes. Além disso, com o caixa desorganizado, a oficina gasta mais do que recebe, o que se transforma em um ciclo difícil de ser reparado.

A desatenção quanto ao capital de giro é outro erro comum. Trata-se do valor necessário para a empresa honrar seus compromissos e continuar funcionando. Mesmo que a oficina esteja com um bom número de vendas, é indispensável separar parte delas para os custos, como salários e contas. Devido aos juros, as dívidas podem complicar a saúde financeira do negócio.

Esse cuidado com a gestão financeira é o primeiro passo para a conquista de melhores resultados e a projeção do crescimento da oficina. Uma boa organização garante uma captação maior de clientes e um atendimento mais personalizado, focado na satisfação e na fidelização dos consumidores. Com as dicas acima, fica mais fácil alcançar esses objetivos.

Gostou de saber mais sobre a gestão financeira para oficinas? Então, Inscreva-se aqui e receba nossos artigos no seu email. Curta também nossa página no Facebook para receber mais atualizações sobre o assunto!

Dúvidas, elogios e sugestões: deixe o seu comentário!

Receba os CONTEÚDOS EM PRIMEIRA MÃO DO  Blog da Cotexo 

sobre Rentabilidade NA REPARAÇÃO AUTOMOTIVA