Cadastre-se
8 conceitos de gestão essenciais para donos de oficina de funilaria e pintura

8 conceitos de gestão essenciais para donos de oficina de funilaria e pintura

O objetivo de todo empreendedor é fazer com que o seu negócio prospere e dê lucro. Para isso, é fundamental entender os principais conceitos de gestão, que pode deixar sua oficina no caminho certo e melhorar a produtividade dos seus funcionários, algo fundamental quando a economia está devagar.

A falta de profissionalismo na administração é um problema que acontece nas oficinas de funilaria e pintura, o que pode comprometer a sua saúde financeira. A solução é buscar formas de ser eficiente e aplicar as boas práticas de gestão para oficinas, que melhoram o relacionamento com o cliente e levam à expansão do faturamento.

Inscreva-se e receba os melhores conteúdos sobre gestão de oficinas e rentabilidade.

Separamos 8 conceitos de gestão para você introduzir na sua oficina. Continue a leitura!

1. Análise SWOT

A Análise SWOT faz parte do plano de negócios da empresa e é utilizada para lançar um produto ou serviço no mercado. O seu objetivo é avaliar os ambientes interno e externo para traçar estratégias e buscar os melhores resultados. Os indicadores são as forças e fraquezas (internos), e as oportunidades e ameaças (externos).

Na primeira parte, a análise é voltada somente para os processos internos, ou seja, em que o negócio se diferencia e quais são os problemas que ele enfrenta em relação à concorrência. Na segunda parte estão as influências do macroambiente, que são os fatores externos que podem ser aproveitados ou devem ser evitados.

2. Canvas

O Canvas é uma ferramenta de modelo de negócios utilizada por empresas de todos os tamanhos. Serve para lançar uma novidade no mercado ou mesmo para mudar a estratégia de algo existente. É um quadro dividido em nove áreas, que aborda os quesitos mais importantes da atuação:

  • proposta de valor;
  • segmento de clientes;
  • canais;
  • relacionamento com o cliente;
  • atividades;
  • recursos;
  • parcerias;
  • receitas;
  • custos.

Ao preencher essas partes, o empresário consegue visualizar se a sua ideia é realmente boa ou se é preciso rever alguma coisa. Essa etapa de planejamento permite a validação e a mudança de caminho sem a perda de dinheiro por um lançamento fracassado.

3. ROI

O Retorno sobre Investimento (ROI) é uma métrica fundamental para ver se as suas ações dão resultados positivos para a empresa. Para fazer esse cálculo, você deve pegar o valor ganho com o investimento e subtrair o montante que foi investido. O resultado deve ser dividido novamente pelo valor investido e depois multiplicado por 100.

Ficou confuso? Calma que nós explicamos! Você comprou uma pistola de pintura por R$1.000 e ela gerou 50 novos serviços, com um faturamento total de R$5.000. A conta é:

5.000 (valor ganho) – 1.000 (investimento)

= 4.000

Dividido por 1.000 (investimento)

= 4

x 100

= 400%

Isso significa que o seu ROI foi de 400%, ou seja, uma taxa excelente considerando o que foi investido. Essa fórmula demonstra se o valor aplicado teve um bom retorno ou foi mal utilizado.

4. KPIs

Como você mede o sucesso da sua empresa? Pensar somente no lucro pode ser perigoso, porque existem meses em que, naturalmente, a procura aumenta, enquanto em outros ela é menor. Os KPIs (Key Performance Indicators) são os indicadores mais importantes de desempenho, que permitem conferir se as estratégias estão funcionando.

O dono da oficina precisa definir quais são os indicadores fundamentais para o seu negócio. Um deles pode ser o Custo de Aquisição de Clientes (CAC), que indica o quanto é necessário investir para conquistar um novo consumidor. Outro é a taxa de conversão, que mede o a proporção de clientes potenciais que finalizam a compra.

5. Ticket médio

De forma resumida, o ticket médio demonstra o quanto cada cliente gasta na sua oficina. Para chegar a esse número, basta dividir o faturamento total pelo número de pessoas atendidas. Por exemplo: se você ganhou R$30.000 no mês e realizou 30 serviços, o ticket médio foi de R$1.000.

Cada tipo de negócio tem o seu ticket médio — é impossível comparar um supermercado com uma banca de jornal. Quanto maior esse número, maior é o potencial de lucros, então a empresa deve encontrar formas de estimular o consumo, seja por meio de promoções ou pelo aumento do valor agregado dos produtos.

6. Benchmarking

Você sabe o que as outras empresas de funilaria e pintura do seu bairro oferecem para os clientes? O benchmarking é uma análise da concorrência, que tem como função buscar referências para melhorar o seu trabalho e encontrar o diferencial para atrair mais público.

Ele pode ser feito presencialmente, com o teste dos serviços, ou remotamente, quando você pesquisa avaliações sobre a empresa, conversa com pessoas que já consumiram e visita os seus canais. Aqui, é possível replicar as ideias que funcionam e não cometer os mesmos erros dos seus “rivais”.

7. Break-even

Break-even é uma expressão em inglês que significa equilíbrio financeiro da empresa. O conceito é usado para se referir a uma situação em que há as mesmas receitas e custos de operação, ou seja, que não dá prejuízo. Esse é um ponto de partida importante para expandir o faturamento e começar a lucrar.

Quando você começou a sua oficina, por exemplo, você tinha um custo fixo. Em um primeiro momento, os seus resultados foram deficitários, porque é necessário conquistar clientes e aumentar gradativamente os serviços prestados. Quando você consegue ganhar o mesmo que gasta, alcança o equilíbrio e pode alçar voos mais altos.

8. Turnover

O turnover mede a taxa de rotatividade dos funcionários. É importante para avaliar se existem trocas rápidas na sua equipe e estudar os motivos, que podem ser falta de qualificação, salários baixos ou ambiente ruim.

Existe um custo para a empresa toda vez que há uma troca, porque é preciso treinar o novo funcionário e o anterior recebe os seus direitos. Para melhorar a produtividade e atender ao cliente com mais qualidade, a dica é montar um quadro forte de colaboradores e investir no seu crescimento, com valorização e capacitação.

Aprender esses conceitos de gestão é um atalho para os empreendedores que desejam ter sucesso com o seu negócio. A boa notícia é que, com o desenvolvimento da tecnologia, é possível melhorar os indicadores da sua oficina com soluções voltadas para a sua área, sem a necessidade de investir um alto valor.

Como visto anteriormente, o ticket médio é uma informação importante para entender o seu cliente e buscar o equilíbrio financeiro. Receba a nossa planilha e faça o cálculo sem complicações!

Dúvidas, elogios e sugestões: deixe o seu comentário!