Monthly Archives: Janeiro 2016

jan 27

Como comprar autopeças melhor trabalhando com seu dinheiro

Por Marcelo Galli | Gestão de Oficinas , Outros , Peças Online , Reparadores de veículos , Setor de Compras

Esta é nossa segunda dica da série de 5 dicas para comprar melhor autopeças. Nossa primeira dica foi referente a organização e como ela pode impactar sua oficina no setor de compras, se ainda não conferiu , confira.

O mercado de autopeças é muito concorrido, principalmente em relação aos preços de peças genuínas (aquelas peças que são vendidas somente em concessionárias). Esta concorrência faz com que as concessionárias tenham que diferenciar-se da concorrência com serviços (prazos de entrega, atendimento, faturamento, etc). Assim é muito importante ao comprar autopeças trabalhar bem com o dinheiro, ou seja, quanto mais demorar para pagar um fornecedor (mais vezes parcelar uma compra) melhor para quem compra, pois poderá receber os serviços antes de pagar pelas autopeças.

Fica evidente que para comprar parcelado em vários fornecedores e cumprir com as obrigações é necessário um grande controle no fluxo de caixa da oficina (principalmente os recebíveis que muitas vezes são problemáticos). Se a oficina não tiver um controle claro sobre seu caixa fica bem difícil conseguir parcelar as compras de autopeças.

Assim, para facilitar, passo algumas dicas para empresas que tem um bom controle do caixa e tem as contas em dia com sistemas de proteção ao crédito e algumas dicas para empresas que ou não tem controle sobre o caixa ou que tem restrições de compra no mercado.

Comprar autopeças quando tem as contas em dia

Contas em dia significa que sua empresa não tem restrições no mercado e tem um controle sobre seu fluxo de caixa. Para diminuir riscos de não recebimento (principalmente valores altos normalmente relacionados a seguradoras) é muito importante ter um provisão de pagadores duvidosos que deixe seu caixa saudável, pois ao parcelar as obrigações é obrigatório ter controle sobre o caixa.

A dica é aproveitar o mercado concorrido entre concessionárias e trabalhar formas de pagamento. O primeiro passo é trabalhar para que tenha um valor alto de faturamento, isso é possível depois que já tem relacionamento com empresas e paga tudo em dia. Logo que tiver limites de compras interessantes em seus fornecedores é hora de negociar formas de pagamento. Cada fornecedor tem sua forma de trabalhar e é importante que ao identificar um bom fornecedor deixe claro que a forma de pagamento é um diferencial para realizar a compra com ele. Com o tempo e relacionamento é possível negociar prazos de pagamentos cada vez melhores.

Desta maneira toda vez ao comprar autopeças analise não somente o preço e prazo, analise também a forma de pagamento e principalmente negocie as formas de pagamento.

Compra autopeças quando tem restrições

Caso sua empresa tenha restrições no mercado não existe problemas pois o fornecedor que receber o dinheiro a vista consegue negociar melhores descontos. Ao comprar a vista tente sempre trabalhar com boletos e transferências. Somente a taxa do cartão é por volta de 5%, assim ao comprar a vista peça 5% de desconto para transferência.

Para os fornecedores é muito importante receber o dinheiro a vista, assim saiba negociar quando pagar a vista.

No próximo post das 5 dias iremos falar sobre a importância de evitar protestos que tem tudo a ver com este post também !

jan 21

Como comprar autopeças melhor com organização

Por Marcelo Galli | Gestão de Oficinas , Outros , Peças Online , Reparadores de veículos , Setor de Compras

 

 

Este artigo é o primeiro artigo da série 5 dicas para comprar autopeças para sua oficina.

A primeira dica é sobre organização, principalmente do comprador de autopeças.

O comprador de autopeças é o responsável por realizar várias atividades no dia a dia, entre elas :

   – Processo de cotação das peças (mais trabalhoso)

   – Comprar autopeças e negociações

   – Cadastrar-se em fornecedores

    – Receber e conferir peças

    – Trocar peças enviadas erradas ou com avarias

Muitas vezes o comprador é o dono da oficina, ou seja, além das atividades de comprador ainda existem atividades operacionais e financeira da oficina que precisam ser resolvidas.

Fica evidente que sem uma organização o dia não rende. É comum ter a sensação de falta de controle sobre as atividades que devem ser realizadas. Assim organização com o processo de compras é fundamental.

 Primeiro – Conheça suas atividades diárias

Saiba sempre quais atividades deve realizar no dia a dia. Existem diversos sistemas para ajudar a planejar e executar tarefas. GoBoxi, Trello , Evernote são exemplos de aplicativos úteis para organização mas também o velho e bom papel ajuda muito. Crie uma lista logo que chegar no trabalho com as atividades que devem ser realizadas no dia. O ideal seria anotar as atividades dos próximos 3 dias, mas para começar as atividades do dia já darão muita ajuda.

Com esta lista em mãos priorize as atividades em urgentes,  importantes e circunstanciais. Resolva os problemas na ordem de prioridades e tente sempre terminar uma atividade antes de iniciar outra. Algumas vezes aparecem atividades da operação da oficina que são mais urgentes que sua lista e você deverá parar a atividade no meio. Nestes casos, resolva e volte para finalizar as atividades na ordem de prioridade.

O blog Mais Tempo tem muitas dicas de como ser mais produtivo no dia-a-dia e a organização é uma parte muito importante.

Segundo – Tenha horários para atividades chaves

O processo de cotação de peças é um processo que demanda tempo, atenção e deve ser executado diariamente. Por ser uma atividade chave e que pode ser realizada a qualquer tempo realize as cotações no primeiro horário da manhã e da tarde.

Como os vendedores de autopeças precisam preparam o pedido do produto, deste a confirmação das peças do pedido, passando por expedição e fiscal, quanto antes no dia seu pedido chegar melhor, pois será entregue mais rapidamente. Assim ao cotar e comprar no período da manhã as peças podem chegar ainda no mesmo dia. No período da tarde, logo no início da tarde ainda é possível realizar pedidos de peças na fábrica e muitas vezes entregar no final do dia ou na próxima manhã, desta maneira a oficina recebe as peças mais rápido.

Ao solicitar cotações no final do dia corre-se o risco da operação do fornecedor não esta preparada para atender a demanda. Vendedores podem não estar disponíveis devido a outros pedidos que estão sendo criados durante o dia e o fiscal e expedição não conseguem ter tempo hábil para agilizar o processo.

No próximo post vamos abordar nossa segunda dica Como comprar autopeças melhora trabalhando com seu dinheiro.